Image Map

09/07/2014

Especial: Heroes

Tudo sobre a série que foi sucesso na sua primeira temporada e foi fracassando durante as temporadas, entenda o porque disso.


Sinopse: Heroes conta a história de um grupo de pessoas comuns de diferentes partes do mundo que começam a descobrir habilidades extraordinárias. A série estreou em setembro nos EUA, quando foi assistida por cerca de 15 milhões de telespectadores no canal NBC. Enquanto um eclipse total acontece, um professor de genética é guiado pelo desaparecimento do pai a descobrir uma teoria secreta de que existem pessoas com poderes extraordinários vivendo entre nós.No Japão, um simples funcionário de escritório é capaz de parar o tempo. Em Los Angeles, um policial decepcionado com a vida começa a escutar o pensamento das outras pessoas. Um jovem sonhador tenta convencer seu irmão de que ele pode voar. Uma líder de torcida descobre ser indestrutível. Uma stripper de Las Vegas percebe que sua imagem no espelho tem um segredo. Um talentoso artista pode pintar o futuro.O que eles não sabem é que estão um passo à frente na evolução da humanidade e que seus destinos já foram traçados. Os mistérios e segredos destes verdadeiros heróis são desvendados a cada episódio.


Meio que do nada o canal norte-americano NBC informou que a série HEROES, criada por Tim Kring em 2006 e cancelada em 2010 sem o final, irá ganhar uma nova temporada em 2015 [/ComoAssim?. É isso mesmo, assim como estão fazendo com o seriado 24 horas. Com o título Heroe: Reborn (Heroes:Renascimento), o canal anunciou o retorno como uma minissérie que nada mais é do que á quinta temporada com apenas 13 episódios.

Entretanto, a temporada será focada em um novo grupo de heróis (mesmo porque muita gente do elenco estão fazendo outros trabalhos), obviamente que o canal não descartará algumas participações especiais. A nova temporada será introduzida em uma série de mini-episódios online para depois seguir para tv. Até a promo já foi feita, veja:


Heroes contava a história de pessoas comuns que do dia para a noite ganhava super poderes. Sua primeira temporada foi um grande sucesso, entretanto, o texto desorganizado de Kring fez com que as temporadas seguintes perdesse o interesse do público e critica, já que a série não ia a lugar algum.


Em entrevista, ele chegou a dizer que a sua criação tinha alguns problemas. Depois afirmou que iria melhorar o drama, assim despediu dois roteiristas, e pediu ajuda a Bryan Fuller. O que também não deu certo. Revelou ainda que nunca havia escrito um final para a série.
Criou os personagens com o intuito de destaca-los ao final de cada ano, mais precisou guarda essa ideia por pressão de público e da emissora.

“A premissa da série me conquistou, mas assim que a ideia original terminou, os personagens não traziam mais questionamentos ou crises existenciais e aí começou a ficar difícil para eu me conectar com o texto. (…) Não temos uma ilha pra escapar.”

Ele afirmou ainda que não tinha controle sobre o elenco, e acabava por virando amigo de todo mundo e que  era difícil separa o papel do encargo de ser chefe, pois não sabia delegar as funções e acabava fazendo tudo sozinho. Depois se gabou de ter tido ótimas sacadas com o sangue que se regenerava e curava da Clarie (personagem de Hayden Pannetiére), assim ficou muito fácil. Tim aproveitou sua experiencia com a série e deu uma dica aos jovens roteiristas e aspirantes que assistiam sua palestra, que nunca criem tramas com viagem no tempo.

“Isso é um campo minado que fará sua cabeça explodir e te deixará louco. Tentei utilizar este recurso com uma certa dosagem de regras, mas tudo tem sido muito complicado pra nós. Vamos parar um pouco com isso nos próximos capítulos.”

Mesmo assim, o roteirista desejou voltar no tempo para corrigir seus erros. Mas a melhor parte ficou para o final, quando decidiu culpa o fracasso da audiência á crise econômica, creve dos roteiristas e especialmente as mídias digitais, que atraiam os mais espertos e deixava os bobos assistindo a série quando eram exibidas "ao vivo" na tv.
D.L. (Daniel Lowrence): Intangibilidade: Consegue atravessar paredes ou corpos como se fosse um fantasma. 

Claire Bennet: Regeneração celular: Suas células são mais evoluídas que as de um ser humano comum, assim consegue se curar rapidamente de ferimentos, envenenamentos ou até mesmo recuperar membros do seu corpo.


Isaac Mendez: Precognição: Consegue desenhar eventos futuros, envolvendo pessoas que ele conheça.


Matt Parkman: Telepatia: Consegue ler e interagir com os pensamentos e memórias de quem estiver a sua volta, interferindo no seu cérebro ou criando ilusões mentais.



Nikki Sanders: Super Força e Dupla Personalidade: Possui músculos mais evoluídos que o normal, assim adquirindo uma super força.Tinha uma irmã, Jessica Sanders, quando está em perigo, se transforma em Jessica.


Micah Sanders: Tecnopatia: Consegue se comunicar com máquinas.



Hiro Nakamura: Manipulação de tempo e espaço: Consegue dobrar o espaço e o tempo apenas com o seu pensamento, permitindo-se voltar, avançar ou parar o tempo, e se mover instantaneamente para o lugar que desejar.



Nathan Petrelli: Voo: Consegue voar se impulsionando no ar.



Mohinder Suresh: Selvageria: Tem super força e agilidade além disso, consegue dominar a habilidade de produzir um casulo pegajoso com um material que sai de suas mãos.

Peter Petrelli: Empatia: Consegue imitar qualquer habilidade de quem estiver próximo e memorizá-las. Depois de um episódio com seu pai, ao recuperar seus poderes, eles voltam, mas agora ele só assimila uma habilidade por vez, e é necessário tocar na pessoa para fazê-lo.

E ai o que acharam? Deixe nos comentários *-*

1 Comment:

Niina disse... Best Blogger Tips Responder Best Blogger Templates

Eu adoro a Hayden, mas nunca fui muito fã de Heroes! Apesar de que meu irmão assistia e gostava muito!

http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 
© Mistura Cult - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Layssa Almeida .
Tecnologia do Blogger .
http://static.tumblr.com/5v75smk/rkCnehvds/rodap__.png