Image Map

04/11/2014

Contém na Capa do Livro #7 - Neve|Parte 3 - FINAL uhul...


Olá Leitores do Mistura Cult!
Como feito no último post do Contém na Capa do Livro, Dois posts não adiantaram então lá vai o post final com a palavra Neve. Hehe'


Sinopse: Se tudo tem uma cor, qual é cor do amor? Para Leo, tudo no mundo tem uma cor. Beatrice é um mistério escrito em tons de vermelho, uma estrela incandescente, que arde a anos-luz de distância. Leo vê-a sempre ao longe, uns olhos verdes que passam, longos cabelos ruivos. Quer alcançá-la, mas não sabe como. E o seu mundo perde a cor, tinge-se de negro, veste-se de branco. Para Leo, o branco é vazio, silêncio, solidão. Também branca é a escola, para onde se arrasta todos os dias na esperança de a ver. Um dia, porém, descobre uma cor inesperada. Não nos amigos - que são azuis, como todos os amigos verdadeiros - mas na voz vibrante e apaixonada de um novo professor. Leo dá-lhe um nome, O Sonhador. E ouve-o falar de grandes homens, de feitos heróicos, conquistas impossíveis. Leo parte à conquista do seu sonho, da sua Beatrice. E lança-se à aventura, sem saber que o amor tem todas as cores do mundo. Sem imaginar que Beatrice afinal esconde um segredo, frio e branco como a neve, vermelho como sangue.


Sinopse: A relação entre a literatura e a vida sob a opressão política é o fio condutor dos ensaios de Sempre a Mesma Neve e Sempre o Mesmo Tio, de Herta Müller, escritora alemã vencedora do Prêmio Nobel de Literatura de 2009. Os ensaios dão conta da ligação entre criação artística e experiência pessoal, marcada pelos efeitos do terror e da repressão impostos pelo ditador Nicolau na Romênia, onde Herta viveu antes de partir para a Alemanha. Em Cristina e seu simulacro, ela relata como, durante a época em que trabalha como tradutora em uma fábrica, é intimada a converter-se em espiã da polícia secreta romena. Numa reviravolta irônica e trágica, após recusar a proposta mesmo sob ameaças, passa a ser vista pelos colegas como colaboradora e é isolada: os mecanismos de difamação da ditadura impõem a punição velada. Em Um corpo tão grande e um motor tão pequeno, a escritora apresenta a figura do pai, motorista de caminhão e alcoólatra que ingressara voluntariamente na SS durante o regime de Hitler. Depois de sua morte é que Herta Müller começa a escrever. A mãe, que foi deportada pelo regime comunista e passou cinco anos num campo de trabalhos forçados, é apresentada no ensaio que dá título ao livro. É por esse caminho, entremeando memórias da infância e da juventude e relatos vívidos do cotidiano sob a vigilância da polícia secreta, que a escritora chega às reflexões sobre a importância da literatura, "que pode inventar, por meio da língua, uma verdade que mostra o que acontece ao nosso redor quando os valores descarrilam". Sempre a Mesma Neve e Sempre o Mesmo Tio traz também o discurso de agradecimento de Herta Müller por ocasião da entrega do Prêmio Nobel de Literatura.



Sinopse: Inglaterra 1811
O herdeiro retorna à propriedade da família, perto de Steepwood Abbey.
Será que ele vai escolher uma noiva adequada?
O capitão Lewis Brabant não está satisfeito por ser obrigado a abandonar sua vida no mar e voltar para a mansão Hewly. Seus amigos, então sugerem que ele arranje uma esposa para consolá-lo por causa dessa mudança forçada do oceano para o campo.
Quando chega a Hewly. Lewis encontra uma prima, que também está fazendo planos para que ele se case… com ela! Apesar disso, não é por sua prima que Lewis sente uma atração bastante inconveniente; é pela dama de companhia dela, a séria e enigmática srta. Caroline Whiston!





Sinopse: Impossível não se render a Smilla Qaavigaaq Jaspersen, a heroína deste livro. Meio groenlandesa, meio dinamarquesa, Smilla tem 37 anos e vive sozinha num apartamento próximo ao porto de Copenhague. Seu pai, médico renomado, golfista, bon vivant e socialite, é um frio dinamarquês paralisado pela própria racionalidade. A mãe, morta quando Smilla tinha seis anos, era uma caçadora esquimó. Foi ela quem ensinou a Smilla que as mulheres podem ser fortes como os homens.
Morando no país que colonizou sua terra natal, Smilla não quer adaptar-se a um sistema que despreza. Contenta-se com seu ofício de glacióloga e gosta do isolamento em que vive. Para ela a agitação dos homens é muito menos interessante que as infinitas conformações do gelo e da neve.
Mas Smilla não pôde resistir a Isaías, o garotinho groenlandês que mora no apartamento acima do seu. Isaías é teimoso como Smilla. Íntegro. Valente. Frágil, enfrenta um mundo de adversidades. Quando ele cai de um telhado e morre, Smilla sabe que algo está errado. Conhecia bem Isaías. Ele jamais haveria de pular daquele telhado. Tinha pânico de alturas.
Smilla investe. Não vai parar enquanto não descobrir a verdade que todos - policiais, autoridades, empresários, políticos - parecem decididos a ocultar.

Sinopse: Em San Piedro, uma ilha localizada na costa noroeste dos Estados Unidos, lar de pescadores de salmão e plantadores de morangos, um pescador nipo-americano é julgado por um assassinato a sangue frio.
O ano e 1954, e a sombra da Segunda Guerra, com sua brutalidade no exterior e o internamento dos descendentes de japoneses em campos de concentração nos EUA, faz sentir a sua presença no tribunal.
Neve Sobre os Cedros traça o retrato da psicologia de uma comunidade, das ambigüidades da justiça, do racismo que persiste até entre vizinhos e da necessidade da ação moral individual, apesar da indiferença da natureza e das circunstâncias. Transposto para o cinema em 1999, com Ethan Hawke no papel de Ishmael Chambers




Sinopse: O livro é uma paródia demolidora que traz para o mundo globalizado a "Revolução dos Bichos", clássica fábula de George Orwell sobre o stalinismo. No livro original, os porcos livram os animais da Granja do Solar do jugo humano mas, em vez da liberdade prometida, dão a eles um governo em que "todos os animais são iguais mas alguns animais são mais iguais do que os outros". Nesta história de John Reed, Bola-de-Neve, o porco trotskista expulso na ficção de Orwell, volta à uma Granja em decadência para instaurar nela o capitalismo avançado, fundado em luxo, individualismo e competitividade. Na floresta vizinha, castores massacrados no vale-tudo do mercado resolvem se vingar realizando um sangrento ataque aos Moinhos Gêmeos, referência que mistura fantasia à realidade concreta vivida pelo mundo depois do 11 de setembro. 


Sinopse: Em meio ao boom econômico provocado pela entrada de capital estrangeiro na Rússia, Nicholas Platt é um advogado inglês que atua em Moscou para facilitar empréstimos entre bancos e investidores. No seu trabalho, se depara com um país decadente, onde a corrupção é generalizada e é impossível conseguir qualquer coisa sem conhecer a pessoa certa. Em pleno inverno, Nick se vê atraído por Macha, uma mulher enigmática que conhece durante um assalto no metrô. Na medida em que ele se apaixona, descobre que Macha pode ser bastante perigosa. Ela o guia por uma cidade dominada pela corrupção, onde segredos – e corpos – surgem quando a neve derrete. Ao mesmo tempo, Nick se deixa levar pelas oportunidades sedutoras que o país apresenta, capazes de fazer um homem mergulhar em sua própria decadência moral. · Um corpo na neve, o primeiro romance A.D. Miller, foi finalista do Man Booker Prize em 2001. · “Graham Greene com esteroides... O romance de estreia de Miller é sem dúvida o que há de melhor.” – Daily Mail · “Um corpo na neve exibe uma confiança que lembra Robert Harris em sua melhor fase.” – Financial Times

Sinopse: No coração de uma floresta selvagem do sul da Finlândia, em uma magnífica mansão, Elina Rosberg fundou um centro de terapia para acolher mulheres com os mais diversos problemas. Isolado da cidade, o local proíbe a entrada de homens. No dia seguinte ao Natal, o corpo de Elina é encontrado na neve, com o rosto coberto pela geada. Acidente? Assassinato? Na lista de suspeitos estão as mulheres presentes no momento da tragédia, como a jovem mãe de nove filhos, membro de uma seita religiosa, e uma stripper do bairro boêmio de Helsinque. Um poeta em voga, com quem Elina mantinha um relacionamento, parece ter algo a esconder e também está entre os suspeitos. Está nas mãos da inspetora Maria Kallio desvendar esse crime, mas ela passa por um momento difícil: recém-casada, sofre de náuseas e de um estranho cansaço, e ainda tem de lidar com as constantes ameaças que recebe desde que se envolveu na investigação. Ela, porém, não se deixa abater e mergulha de cabeça. A tensão, que cresce a cada página, faz deste romance policial um suspense garantido até o último momento.
Sinopse: Uma entrega especial
Annie Peterson e suas amigas decidem procurar algum tipo de trabalho excitante nos feriados de Natal, algo que acabe com a monotonia de suas vidas. E Annie cumpre sua parte à risca...
Dalton Stoner é um homem difícil de se deixar levar pela emoção. Entretanto, quando uma atraente entregadora de mensagens ao vivo aparece à sua porta, ele agradece ao destino pela violenta tempestade que obrigará a jovem a permanecer em sua casa por mais tempo que o previsto!
Agora, com a neve caindo lá fora e a temperatura interna subindo de maneira vertiginosa, aqueles dois desconhecidos, que nada têm em comum além de uma química explosiva, deparam-se com uma oportunidade única: ou permitem que a situação se torne cada vez mais constrangedora, ou tiram dela o máximo proveito...


Sinopse: 1941. A “Operação: Raposa de Prata” de Hitler fracassou, mas a guerra na Frente Oriental continua enquanto o inverno russo começa a apertar. O cabo Charlie Keating, adido militar britânico, observa o conflito do lado soviético, fazendo de tudo para que suprimentos essenciais cheguem às mãos dos soldados de Stalin que lutam na frente de batalha contra os nazistas. Mas existe uma outra ameaça na imensidão gelada, e não são os alemães. Não importa o quanto a humanidade tente se matar, há algo que faz isso melhor. A primeira história solo do universo de 30 Dias de Noite escrita e ilustrada pelos seu cocriador, Ben Templesmith, é compilada aqui, apresentando um tipo de guerra bem diferente, cujas repercussões serão sentidas na cidadezinha de Barrow, no Alaska, meio século mais tarde.



 Sinopse: Emily Flourberry era uma pessoa normal, como qualquer uma dessas com quem cruzamos na rua em um dia comum. Nunca conhecera seu pai, ficara órfã aos 20 anos e viúva aos 23. Tentava entender o mundo e suas pessoas insensíveis, incapazes de enxergar os detalhes desprezados em cotidianos alheios, ou obterem prazer através das pequenas coisas da vida. Lembrava-se somente de poucos bons momentos de seu passado; de sua infância em Mansfield, de sua finada figueira – derrubada para dar lugar a uma garagem e de como em toda sua vida, somente buscara viver, e nunca conseguira. Para senhora Flourberry, o cotidiano solitário e depressor que enfrentava em Nova York, aliado ao inverno que embranquecia a cidade duma forma magistral, parecia que nunca iria terminar. Mas as coisas mudam quando resolve abandonar os anti depressivos e visitar uma amiga frígida em San Francisco. Coincidentemente ou não, uma carta misteriosa escrita há mais de dez anos cai em suas mãos, fazendo com que volte à sua cidade natal na ânsia de entregá-la à sua destinatária, descobrindo inúmeros fatos de um passado que nunca pensara ter acontecido. Ao passo que vai conhecendo inúmeras personagens ao longo do inverno, percebe quão solitárias as pessoas são, por mais que tentem enganar a si mesmas. Solitárias, mas únicas e inexplicáveis.


Sinopse: Pedro nunca tinha tempo para fazer o que queria, como ler as aventuras de Adam em seu livro preferido. A mãe ou o pai sempre interrompiam sua leitura, mandando que fizesse alguma outra coisa. Era Natal e os avós de Pedro estavam vindo passar as festividades em sua casa, por isso o serviço era dobrado. Quando a mãe mandou o garoto procurar por algo no sótão, ele acabou encontrando um antigo globo de neve. Amaldiçoando o dia por não conseguir fazer o que queria, o garoto desejou ter uma vida completamente, mas seu pedido foi escutado por ouvidos errados, e isso pode fazer com que ele tenha que encarar consequências severas.








Bom, selecionei alguns com a palavra Neve na capa só que eram muitos, então resolvi dividir em 3 posts, se eu fosse colocar todos os livros ia ter infinitos livros com a palavra verão na capa. Gostaram da seleção? Parte  1 e Parte 2.. Deixe nos comentários o que acharam.. Beijin *-*

3 Comments:

Gabi Oliveira disse... Best Blogger Tips Responder Best Blogger Templates

Desses livros que você citou só conhecia o primeiro, acredita? Gostei da sinopse de Globo de Neve, parece ser uma história bem legal. Beijos!

http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

Késia Silva disse... Best Blogger Tips Responder Best Blogger Templates

Vontade de ler todos rsrsrs
www.coisasdemeninass.com

Postar um comentário

 
© Mistura Cult - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Layssa Almeida .
Tecnologia do Blogger .
http://static.tumblr.com/5v75smk/rkCnehvds/rodap__.png